Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Escrita d'Alma

Escrevo como quem abre a sua alma e partilha o melhor do seu ser.

Escrita d'Alma

Escrevo como quem abre a sua alma e partilha o melhor do seu ser.

Partilha interior... Desafios da vida

04.01.24

 

A vida coloco-nos desafios para nos retirar do nosso estado de serenidade e de calma interior para provocar uma avalanche de emoções, para nos mostrar o quanto ainda temos para aprender, o quanto ainda há para fazer e o quanto ainda temos de evoluir.

A vida desafia-nos sempre para nossa própria aprendizagem e para o nosso bem superior.

Partilha interior...deafios da vida.jpg

A vida desafiou-me para aceitar e fluir face ao tempo que o próprio tempo leva porque tudo tem o seu próprio tempo e não aquele que desejo que tivesse.

Há um mês fui afastada da minha vida profissional, o corpo mandou-me parar, estar no meu silêncio interior e exterior, ouvir aquilo que mais precisava que era um momento de estar em paz comigo e com o universo, um momento de quietude, um momento de tranquilidade e de serenidade longe de tudo o que pudesse alterar este meu estado ou tentasse.

Todo o momento é de ouro para nossa alma. A minha alma exigiu que era um momento de estar só comigo mesma e o meu corpo manifestou.  Esses dias foram vividos com muita paz, com muito amor, muita conexão interior, mas, também, com muita alegria e união familiar.

Durante estes dias mimei-me muito com momentos só meus e com os meus melhores companheiros nestes momentos: os animais, a natureza e uma tisana.

Há momentos que nos obrigam a parar, a refletir e a compreender o que o momento nos pede como imprescindível para o nosso bem-estar.

É maravilhoso como percebo que tudo vem com um propósito. Perceber e estar em paz com tudo o vem e comigo mesma é simplesmente divinal.

Estes dias de paragem mostraram-me o caminho que ainda tenho de trilhar.

Tudo tem o seu caminho

E tudo vai em direção à ele.

Às vezes, é necessário parar, dar descanso ao corpo e a mente para termos momentos só nossos e com os nossos e estar simplesmente e plenamente presente no momento.

Assim, é a vida sempre a ensinar-nos, sempre a mostrar-nos aquilo que mais precisamos de ver e de aprender.

 

Com gratidão,

Cátia Santos