Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Escrita d'Alma

Escrevo como quem abre a sua alma e partilha o melhor do seu ser.

Escrita d'Alma

Escrevo como quem abre a sua alma e partilha o melhor do seu ser.

Na viela da estrada do meu caminho

20.05.22
  Na viela da estrada do meu caminho Encontrei um menino Que me ensinou que nos pedregulhos da calçada estão os mais belos momentos da vida.   Na viela da estrada do meu caminho Esse menino me segredou Que todas as imprevisibilidades da vida São, simplesmente, Pedregulhos feitos de carta Que se desmoronam perante A minha aceitação e A minha gratidão Pelo fluir de tudo.   Na viela da estrada do meu caminho, O menino me disse Deixa a alegria do teu coração, A gratidão da tua alma, (...)

Grata a vida

17.05.22
É maravilhoso como a vida Pode ser tão simples e tão bela Quando temos o coração cheio de gratidão.   É como uma dádiva Vindo do fundo do nosso ser.   É tão enriquecedor e tão magnifico Quando nos apercebemos que somos completos como somos, Com nós mesmos E sentimos uma gratidão por termos Esse preenchimento de Realização interior e felicidade interior.   É como se tudo fosse e é Perfeito Na perfeita imperfeição. Porque é na imperfeição do caminho que Encontro a (...)

O Ego

13.05.22
Às vezes, o ego voa Voa, voa Num turbilhão de pensamentos díspares. Dentro da minha mente, o ego voa Retirando-me do momento presente Arranjando desculpas e meias culpas Para tudo. Retirando-me da minha serenidade com meras conversas Fingidas. E, nesses momentos, procuro o teu abraço, Mãe natureza, Acolho-me numa tisana de ervas e volto a minha paz interior. Nesses momentos em que me acolhes, O vento sopra no meu rosto (...)

Adoro permitir-me ouvir

10.05.22
  Adoro sentar-me numa tarde fria, ventosa e chuvosa a saborear o calor de uma tisana e apreciar a mãe natureza. Permitir-me ouvir-me. Permitir-me ver o fluir da vida. Permitir-me abraçar a imensidão do Universo. Permitir-me amar a mim mesma num segundo de silêncio interior.   Adoro, simplesmente, como a pureza do momento relembra-me que a verdadeira essência  está dentro de mim.   Com gratidão, Cátia Santos

No barco da vida

06.05.22
  No barco da vida Tudo flutua como tem de ser. Deixando a maré levar o barco da vida Ao seu porto, Entrego-me, Aceito E rendo-me ao Flutuar E ao baloiçar do barco da vida.   Com gratidão, Cátia Santos

Acolhe em ti

03.05.22
  Acolhe em ti minha alma. Acolhe em ti todo meu ser. Acolhe em ti todo meu corpo. Acolhe-me Num abraço de união de duas almas Seculares, Velhas da separação pelo tempo, Pela distância e pelo ego Irracional e destruidor.   Com gratidão, Cátia Santos

Amo

28.04.22
      Amo, o que longe de mim está. Amo, O que de distante parece. Amo, O que nada é. Amo, a imperfeição da perfeição. Amo, O que complementa todo o meu ser Num rosto sorridente e olhar brilhante.   Com gratidão, Cátia Santos

O vento sussurra ao meu ouvido....Ouve

21.04.22
O vento sussurra ao meu ouvido Ouve-te Ouve o som do teu coração E deixa-te fluir Como as folhas fluem Com o vento. O vento sussurra ao meu ouvido Ouve, Flui. Que o som do amor Que brota do teu peito Envolva toda a sua essência. Ouve o som da tua alma Transportar-te para a beleza da inocência Da terra.   Com gratidão, Cátia Santos

Deixa-te levar na minha dança

19.04.22
Deixa-te levar na minha dança. Deixa-te levar pelos meus braços. Deixa o teu coração te guiar.   Nesta dança. Deixa a tua alma se expressar Sem condicionalismos nem julgamentos. Deixa-te vulnerável Na união com o outro.   Deixa toda a tua essência Se acolher na vulnerabilidade Do outro.   Deixa que esta dança De dois seres Se torne a dança da união De duas almas em Evolução interior.   Com gratidão, Cátia Santos