Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Escrita d'Alma

Escrevo como quem abre a sua alma e partilha o melhor do seu ser na companhia dos seres mais maravilhoso os meus animais , Maggie e Fluffy.

Escrita d'Alma

Escrevo como quem abre a sua alma e partilha o melhor do seu ser na companhia dos seres mais maravilhoso os meus animais , Maggie e Fluffy.

29 de Outubro, 2020

Amor sou eu, és tu, somos nós

Amor,

É a recordação de um momento que nos faz sorrir no sítio e no momento mais inesperado.

Amor,

É saber que tudo está bem e ser feliz com a felicidade do outro.

Amor,

É a partilha do pouco que tenho, mas, valioso, com o ser ao meu lado.

Amor,

Sou eu,

És tu,

Somos nós unidos num caminho de evolução e de luz.

Com gratidão,

Cátia Santos

 

26 de Outubro, 2020

Fluir no teu silêncio

IMG_20201009_120517.jpg

Trespasso continentes!
Trespasso mares!
Trespasso oceanos!
Continuo em cada porto a apreciar o que me dás.
Apreciar a beleza da vida em cada porto, em cada lugar, em cada árvore, em cada rio.

Simplesmente,
Paro,
escuto,
me sereno e me deixo fluir.

Fluir no teu silêncio.
Fluir no teu encanto
Fluir na tua imensidão.

E tu,
Fluis num fluir continuo e sereno.
Fluis num silêncio purificador.
Fluis lembrando que é assim que deve ser o nosso fluir.
E, é, assim, que temos de fluir diariamente.

Serenamente ao teu lado,
fluo ao sabor da vida,
ao sabor do momento,
ao sabor da minha alma.

Fluo ao sabor da minha verdadeira essência.
Fluo ao bater do meu coração.
E, juntos, fluimos num olhar de gratidão.

Com gratidão,
Cátia Santos

21 de Outubro, 2020

Quero fluir e fluo de coração cheio de gratidão e de alma nutrida

Quero fluir e fluo com o coração cheio de gratid

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Aqui ao vosso lado, aprecio a beleza e a força da mãe natureza.

Ouço o som dos pássaros e deixo-me levar...

Deixo-me levar para o momento presente.

Sinto o vento a tocar a minha pele e o meu cabelo a esvoaçar.

Deixo-me fluir com a natureza.

Deixo-me meditar neste momento presente.

 

Quero fluir e fluo na vida com amor por tudo e por todos.

Quero fluir e fluo com alegria e felicidade por cada momento.

Quero fluir e fluo com serenidade e com tranquilidade.

Quero fluir e fluo com o coração cheio de gratidão e de alma nutrida de valiosos momentos.

A minha alma vibra e meu coração agradece por cada momento nosso, por cada bocadinho em que nos entregamos, simplesmente, a fluir e a vivê-lo.

 

Aprendo com vocês a saborear e a desfrutar destes momentos.

Destes momentos, renasço revigorada, leve e feliz ao vosso lado.

Com gratidão,

Cátia Santos

18 de Outubro, 2020

Gratidão é o ato de agradecer e de olhar para o nosso interior

Gratidão é o ato de autoconhecimento e de evolução interior.

Gratidão é o ato de olharmos para quem somos, para quem temos e para o que temos.

Gratidão é um trabalho interior no meio do nosso silêncio que nos permite perceber a beleza da vida, nos permite perceber a grandiosidade do ato de agradecer e nos permite nos encontrar.

 

Olhar para dentro de nós, permite-nos encontrar a nossa verdadeira e pura verdade.

Ao agradecer, valorizamos a nossa vida e os seres à nossa volta.

Gratidão é o ato de agradecer ao Universo de coração cheio de amor

 

Todo o senão é um processo de autoconhecimento, de crescimento e de evolução interior. Só, quando, nos permitimos descer ao nosso interior, nos permitimos estar com nós próprios, nos encontramos, agradecemos e evoluímos.

 

“Permite-te estar contigo mesma.

Olha para os seres à tua volta.

Olha para os animais à tua volta.

Olha como eles tem o seu momento de conexão interior, tem o seu silêncio.

Olha como eles te ensinam a estar contigo própria, a não fazer nada, a não te preocupares com nada. Simplesmente a estar, aqui e agora neste momento, só teu! E, a agradecer!”

Maggie e Fluffy

 

Ao partilhar com vocês o meu silêncio interior, encontro a beleza e a gratidão por cada momento do meu caminho.

Com gratidão,

Cátia Santos

14 de Outubro, 2020

Reflexão... O que me incomoda no outro

Hoje, enquanto bebia o meu chá na minha varanda e apreciava a natureza à minha volta, dei comigo a pensar como, às vezes, tudo nos incomoda sem explicação e sem motivo.

O que me incomoda no outro ser!?

Incomoda a cumplicidade e o companheirismo que nos une!? Incomoda o respeito pelos meus momentos de silêncio!? Incomoda a minha atitude alegre, positiva e feliz perante a vida?! Incomoda o facto do outro se orgulhar do ser que sou!? Incomoda a felicidade que partilhamos em pequenos e profundos momentos!? Incomoda as nossas gargalhadas e as nossas brincadeiras!? Incomoda o saber apreciar as coisas mais simples e maravilhosas da vida!? Incomoda aceitá-lo tal como ele é!? Incomoda o nunca deixar de ser quem eu sou e o outro também, não!? Incomoda os nossos silêncios cúmplices!? Incomoda a nossa união e a nossa complementaridade!?...

Por vezes, até aquilo que é bom, maravilhoso nos incomoda e não sabemos explicar o porquê!?

Quando algo nos incomoda no outro sem explicação sem percebermos o porquê, mas, sentimos, às vezes, só temos de parar e ver o quanto ingratos estamos a ser! Só, porque estamos num dia menos bom, em que tudo nos incomoda sem motivo, não quer dizer que tudo seja mau. Só temos de parar, analisar o nosso interior e perceber o porquê de nos sentirmos assim. Temos de nos permitir a estar com o nosso silêncio interior para nos encontrarmos. Temos de saber nos questionar, questionar a nós mesmo o que nos incomoda no outro e porquê!? Temos de perceber que não somos perfeitos nem temos de ser. E, iremos perceber que quando nos permitimos aceitar as nossas imperfeições e os dias menos perfeitos, encontramos a gratidão, face aos incómodos que nos permitem evoluir interiormente e evoluir em conjunto com o outro ser.

É na partilha que dois seres evoluem mutuamente num caminho de união, de amor, de respeito, de gratidão, de cumplicidade e de luz.

 

Com gratidão,

Cátia Santos

11 de Outubro, 2020

Pensamento ...Saber parar

Saber parar, saber encontrar o meu silêncio, o meu momento de refúgio interior esteja onde estiver é o grande desafio da vida.

 

Com gratidão,

Cátia Santos

07 de Outubro, 2020

Reflexão...Deixa fluir o tempo

 

“Quando procuras uma resposta, uma orientação, deixa fluir o tempo.

E, o Universo mostrar-te-á o caminho por onde deves seguir.

Tudo flui na vida quando estás aberto para o fluir do Universo.

As coisas fluem quando estamos abertos para elas e fluímos com elas.

Lembra-te que o principal é deixares fluir e estares aberta a tudo o que vier até ti no momento e no decorrer do teu caminho.

Tudo virá até a ti”.

Maggie 

 

Tudo na vida se conjuga para acontecer no momento certo, da forma que tem de ser!

Há tanto, nesta vida, para saborear, para agradecer e para viver.

Às vezes, perco-me em pensamentos, em divagações de como gostaria que a vida fosse!

Questiono o porquê de tudo e o para quê de tudo! Ao vosso lado, aprendi que senão posso fazer nada, senão está nas minhas mãos, então não vale a pensa divagar nem me preocupar. Só aceitar com tranquilidade e com serenidade que tudo acontece para um bem maior.

Não controlamos nada!

Às vezes, não é fácil aceitar a vida como ela é! Mas, quando paro e olho ao meu redor, consigo ver a beleza e a verdadeira essência por detrás de como a vida é e de como tudo acontece. Consigo ver que não seria quem  sou nem estaria onde estou, se não tivesse vivido tudo o que vivi.

No meio destes pensamentos e divagações, uma mensagem chega até mim e aí entendo e percebo aquilo que tenho de compreender, de trabalhar em mim.

Agradeço do fundo do coração a oportunidade de ver a beleza e a verdadeira essência da vida, de aprender, de crescer e de evoluir.

 

Com gratidão,

Cátia Santos

05 de Outubro, 2020

Flui! Flui na união com o todo!

Flui!

Flui de olhos fechados na imensidão da vida.

Flui com a força da Mãe Natureza.

 

Deixa-te levar…

Flui na imensidão da beleza da terra.

Flui na pureza dos seres.

Flui na união com o todo.

 

Flui como uma nuvem branca no azul do céu.

Flui no meio de sonhos como uma criança pura e inocente.

Deixa-te levar pelo fluir que nutre a nossa alma.

 

Sente o fluir da vida.

Sente de coração aberto.

Sente como vibra o teu coração de serenidade, de alegria e de paz.

 

Flui como água que corre num riacho.

Deixa fluir as tuas emoções e os teus sentimentos nestes momentos de profunda partilha, de silêncio e de puro amor com a vida.

Flui com o coração cheio de alegria e de felicidade.

 

Deixa-te flutuar nesta leveza de alma.

Deixa-te flutuar nesta paz.

Deixa-te flutuar nesta partilha alegre e serena.

 

Porque a vida é feita de partilhas, de conversas e de silêncios.

Porque na vida estamos sempre a aprender com o ser ao nosso lado, com vida e com o todo.

Porque a vida é para ser partilhada de coração aberto e sorridente.

 

Porque é a fluir e a partilhar que nos complementamos.

 

Com gratidão,

Cátia Santos